Os nossos amigos mais próximos já ouviram algumas vezes a nossa experiência na Herdade das Servas. Chegou a hora de contar um pouquinho também aos nossos seguidores.

Localizada no Alentejo, mais especificamente na encantadora cidade de Estremoz, a Herdade das Servas foi uma das vinícolas que decidimos visitar. Já conhecíamos alguns dos seus vinhos “de outros casamentos” rsrs e tínhamos ouvido falar muito bem do seu restaurante. Por que não fazer uma visita e conferir tudo?

 

 

 

 

 

 

 

Inspirado na tradição familiar, numa verdadeira simbiose entre as aprendizagens herdadas (passado) e as inovações introduzidas (presente), nasceu em 1998 o Projeto Herdade das Servas. Com cerca de 300 (trezentos) hectares de vinhas, Entre as diversas castas trabalhadas nesta herdade, destacam-se o Alicante Bouschet, Cabernet Sauvignon, Merlot e Petit Verdot.

Na nossa visita, fomos recebidos pela Mafalda Nunes, responsável pelo enoturismo. Visitamos toda a estrutura da herdade, passando pela adega, cave e vinhas. Depois, tivemos uma prova de vinhos divertidíssima com 06 (seis) vinhos. Sim, você não leu errado: 06 (seis) vinhos. Todos tintos. Começamos com o Monte das Servas Escolha tinto, composto pelas castas Aragonez, Alicante Bouschet, Trincadeira e Syrah, representa a gama de entrada dessa vinícola.

Passamos para o Herdade das Servas Sem Barrica, feito por uma combinação das castas Alicante Bouschet, Syrah e Touriga Franca, é um dos queridinhos da herdade.

Depois experimentamos o Herdade das Servas Colheita Selecionada, cuja qualidade-preço nos surpreendeu, entrando para o nosso Top de vinhos tintos portugueses até 10 euros; a estrela da nossa prova, sem sombra de dúvidas, foi o monocasta Herdade das Servas Alicante Bouschet, vinho encorpado e intenso dono de um vermelho límpido, típico dessa casta. Com aromas de hortelã e chocolate, o Herdade das Servas Petit Verdot foi o próximo a ser provado.  Finalizamos essa prova com chave de ouro experimentando o Herdade das Servas Vinhas Velhas. Composto por uvas Trincadeira, Alicante Bouschet, Touriga Nacional e Petit Verdot, é um vinho complexo e estruturado, com notas amadeiradas.

A nossa experiência nessa Herdade não parou por aí. Após uma visita tão especial com uma magnífica prova de vinhos, nada como terminar conhecendo e degustando as delícias gastronômicas alentejanas no restaurante da herdade.

O ambiente do restaurante era muito requintado e acolhedor, o que tornou a nossa experiência ainda mais agradável. De entrada pedimos uma sopa de tomate típica do Alentejo, que acompanhava uns pãeszinhos e uns chouriços super crocantes. Como prato principal, escolhemos as famosas bochechas de porco, que simplesmente desfaziam na boca. Para terminar, experimentamos o Pudim das Servas, que é uma espécie de releitura do Quindim. Sem dúvidas, uma experiência a ser repetida.

Sobre o autor

Close