Sobre morar em Portugal: devaneios de uma estrangeira

Sobre morar em Portugal: devaneios de uma estrangeira

Adoro morar em Portugal (acho que o Portugal com graça deixa isso muito claro), país que acolheu a mim e a vários estrangeiros, principalmente nos últimos anos.

Se não bastasse, trabalho com assessoria para pessoas, que como eu, se apaixonaram por esse país e querem aqui morar. Poderia fazer uma lista enorme de todas as vantagens de optar por Portugal, mas hoje decidi falar sobre a parte difícil, que é a adaptação.

Mudar de país nem sempre é fácil. A burocracia inicial e o choque cultural tendem a dificultar a adaptação e muitos acabam por desistir. No meu caso, muito embora tenha me precavido e obtido muitas informações sobre os processos de legação, na prática, tive uma grande dificuldade e muitas vezes pensei em desistir.

Além disso, a saudade aperta. Sempre fui muito família e estar longe da minha é algo bastante complicado e que tive de me acostumar. Não é fácil não ter ao nosso lado os nossos amigos e familiares que sempre estiveram conosco, nos deram força nos momentos complicados e brindaram as nossas conquistas. Não é fácil saber que não estaremos presentes se algo de ruim acontecer e a pandemia ainda deixou isso mais evidente.

Criar novos amigos e crescer profissionalmente num país estrangeiro também demandam muita perseverança. É preciso muita força de vontade; é preciso acreditar em si mesmo.

Apesar disso, para mim, morar fora é uma experiência única e que recomendo a todos! É uma forma de crescimento pessoal e de autoconhecimento. É uma oportunidade de conhecer novas culturas e de perceber que nem sempre as nossas certezas são tão certas como pensávamos.

Voltar ao Topo